produtores

Isabela Raposeiras não foi a primeira. Saiba quem foi!


Jamais contei que minha mãe nasceu em uma fazenda de café em Botucatu – SP, ao longo dos meus 14 anos de carreira cafeeira. Acabo sempre dando preferência ao tragicômico fato de que ela ainda toma cafés tradicionais e de baixa qualidade…

Uma vez, ouvindo meu avô sobre sua atribulada vinda da Espanha, resolvi perguntar sobre o tipo de café que produzia quando teve a fazenda. Forçando sua memória mal tratada, respondeu que plantava Catuaí Amarelo e que fora o primeiro produtor da região, e um dos primeiros do Brasil, a usar um secador de café. Vovô Raposeiras tinha destas coisas: era inovador, corajoso e muito impulsivo, o que o levou à ruína financeira após vários namoros com caminhos de muita prosperidade. Se o café me roubou da Psicologia por conta de algum resgate do Raposeiras, eu não sei. Sei que amo o que o café fez e faz com minha vida.

A foto mostra o Raposeiras, minha avó, minha mãe e seus 4 irmãos no alto da Fazenda Santa Cruz. E com esta imagem damos início e esta e muitas outras histórias, dicas, segredos e confissões sobre café, minha carreira, o Coffee Lab, nossa equipe e muitos profissionais de café no Brasil e mundo.

Seja bem vindo ao nosso mundo aromático e cheio de coisas e pessoas boas!

Inté!

Isabela Raposeiras

Newsletter para amantes de café

Nós amamos, fazemos e conversamos café. Em nossa newsletter compartilhamos algumas de nossas experiências e aprendizados. Enviamos apenas uma vez por mês, respeitando sua atenção. Quer receber?

Assine a newsletter do Coffee Lab →

6 comentários

  • Boa tarde,é uma grande alegria poder ler suas histórias e mais ainda saber que são verdadeiras. Parabéns e obrigada por dividi-las. Não sei se me responderá mas estou abrindo uma cafeteria na Bahia e estou a procura de bons grãos . Você poderia me informar três bons graos e onde posso compra-Los? Muito agradecida,na esperança do retorno. Um abraço Maria Jose

  • Gostei da empresa e o modo aparentemente do comercio d café. Me despertou curiosidade. Fica na Paz.

  • OLHA iSABELLA, ESTIVE NA SEMANA INTERNACIONAL DO CAFE EM BH, TE CONFESSO QUE AO OUVIR SEU RELATO NA APRESENTAÇAO NAO ME CONTIVE E SAI DA SALA EM LÁGRIMAS COMO ESTOU NO MOMENTO QUE NOVAMENTE LEIO ESTE ARTIGO, POIS AINDA PREDOMINA NO CAMPO ATRAVESSADORES CAPAZES DE SUGAR O FRUTO DO SUOR DOS QUE TRABALHAM NA LIDA SOL A SOL SEM CESSAR. SOU DE SAO GONÇALO DO RIO ABAIXO -MINAS, FUNCIONÁRIO PUBLICO,FILHO DE JOSÉ LUZIA UM PRODUTOR QUE AOS OITENTA E SETE ANOS TEM UM ETERNO AMOR PELA TERRA E PELO QUE ELA PRODUZ, PRINCIPALMENTE O CAFE. TRABALHO NO CAFE APOS O EXPEDIENTE ATE AO ANOITECER, TENTANDO SEGUIR TEUS CONSELHOS PARA CONSEGUIR PRODUZIR GRAOS COM QUALIDADE SUPERIOR. A MAO-DE-OBRA E FAMILIAR OU SEJA DO PAI E MINHA,A MADRASTA MARIA RIBEIRO AOS OITENTA ANOS TORRA DE FORMA ARTESANAL PARA ENTREGA DE ENCOMENDAS. TEMOS EM TORNO DE DOIS MIL PÉS DE CATUAI VERMELHO E AMARELO, A COLHEITA E FEITA A DEDO SOMENTE CAFE MADURO, EM PLANTIO SOMBREADO COM ARVORES NATIVAS E CONSORCIO COM BANANAS, ESTAMOS EM UMA ALTITUDE DE 700 METROS. NO ANO PASSADO, QUANDO UM CONHECIDO RESOLVEU ENCAMINHAR PELA PRIMEIRA VEZ PARA AVALIAÇAO DE BEBIDA NO OESTE DE SAO PAULO, TIVEMOS A GRATA SURPRESA DE 82 PONTOS. iSTO NOS DEIXOU MUITO FELIZES REVIGORANDO AS FORÇAS E ANIMO PARA AUMENTAR O PLANTIO E DESCOBRIR A CADA DIA NOVAS INFORMAÇOES PARA MELHORIA DA BEBIDA E OPORTUNIDADES DE CONCURSO PARA VENDA DE MICRO LOTES. DESDE JÁ AGRADEÇO A VOCÊ ISABELLA PELA OPORTUNIDADE DE OUVI-LA E APESAR DE DISTANTE CONHECÊ-LA, VENDO UMA MULHER DE FIBRA E DETERMINAÇAO. jOAO VITOR

  • Sou uma amante do café e ultimamente venho me interessando e pesquisando sobre esse grãos apaixonantes. Adorei suas histórias e o conhecimento de que há sim no Brasil, grãos tão bons quanto os da Arábia. Genial! Até as próximas Histórias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>