dicas

Harmonizações inusitadas.


Aventuras sensoriais devem fazer parte da rotina de qualquer profissional que trabalhe com gastronomia. Incluo os baristas nesta lista, é claro.
Hoje de manhã, domingo de sol em São Paulo, acendi um charuto e abri um vinho branco. Desculpo-me com aqueles que virarão o nariz para minha combinação, mas gosto de quebrar os protocolos sensoriais e me deparar com boas surpresas (ou não). Ascendi um purito Zino Platinum, que sempre tenho, pois é meu pequenino predileto. Para acomnahá-lo, abri uma também pequenina garrafa de Miolo Seleção – Chardonay, Rieling e Sauvignon Blanc – 2008 que me olhava há algum tempo solicitando minha atenção.

O pequeno dominicano é sempre um prazer, mas a surpresa desta vez foi o vinho. Geralmente gosto mais dos brancos e espumantes do Brasil, mas a expectativa mega baixa contribuiu para minha longa manhã de domingo ser prazerosa. A combinação trouxe sensações ótimas sensações. As notas de frutas do vinho ficaram mais adocicadas quando o charuto vinha antes da taça. Com o gole anterior à baforada, notas de pimenta da Jamaica e leve caramelo tomavam conta da minha boca e nariz. Muito legal!!Para combinar, ou “descombinar”, com tudo isto, Megarampa na televisão. Adoro ver esportes na TV tanto quanto gosto de harmonizar por antagonismo. Dito isto, vinho branco, charuto dominicano e Megarampa se complementaram lindamente!

Newsletter para amantes de café

Nós amamos, fazemos e conversamos café. Em nossa newsletter compartilhamos algumas de nossas experiências e aprendizados. Enviamos apenas uma vez por mês, respeitando sua atenção. Quer receber?

Assine a newsletter do Coffee Lab →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *